Nina M. Nunes

Nação Fast food
 
            No final de semana, aproveitei o tempo livre para fazer o que pouco faço: olhar filme. A escolha, não foi fácil, mas escolhi um com nome bem sugestivo: Nação Fast Food.

            Inicialmente, parece ser uma história fraca, a capa também não atrai, porém a história se torna um ótimo meio de reflexão, principalmente para quem estuda comunicação social.
Deixa claro as conseqüências negativas do nosso modelo econômico, fazendo uma crítica a democracia hipócrita vivida pelos norte-americanos. Porém o que mais me chamou a atenção foi a figura do profissional de marketing, mostrada neste filme.
            Resumidamente a história trata de uma rede de Fast Food, que inseriu no mercado um novo produto, um bife maior do que o tradicional. Porém, se descobre que este bife que está sendo comercializado, contém fezes, fato que fará com que o profissional de marketing vá conhecer o frigorífico que abastece a Rede. A partir dai, a verdade é apresentada, não somente a verdade do filme, mas o que acontece por trás dos bastidores que não chegam ao nosso conhecimento. O frigorífico é a base de sustento para muitos imigrantes ilegais oriundos do México, que se sujeitam ao trabalho desumano que lá acontece. Além dos maus tratos com os animais, o principal produto da rede é produzido com o aproveitamento de todas as partes do boi. Mesmo com o conhecimento por parte do gerente de marketing da Rede, sobre os fatos absurdos que ocorrem neste frigorífico, ele se mantém a frente do produto, trabalhando as estratégias de marketing para obter maior lucratividade para a empresa. 
            Além de mostrar todo o processo de abate do gado, por sinal muito cruel, expõem também a revolta dos próprios cidadãos norte americanos ao seu modelo, mostrando a fragilidade de seu sistema e ditadura que o governo está impondo, impedindo a manifestação da sociedade.  
            Este filme me fez refletir sobre o papel do profissional de comunicação, já que está a frente da venda de uma imagem e também de valores para uma geração. A história, quando o profissional começa a descobrir as verdades, deixa subentendido que o profissional não continuará na empresa, porém ele apresenta um novo produto, desconsiderando o que descobriu.
            Imagino que em muitos momentos o profissional de comunicação se depare com estas situações, tendo que escolher sobre o seu emprego ou seus valores.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: